domingo, 17 de maio de 2009

Minha vida é um filme


Ontem eu fui ao cinema. Ontem eu fui assistir "Anjos e Demômios". Mas não é desse filme que quero escrever, não é desse filme que vou falar, é que ir ao cinema ontem me fez pensar nas diversas maneiras que um filme pode "mecher comigo". Eu adoro filmes, eu amo sentar na frente da televisão, da tela do cinema e assistir quase sem piscar a sétima arte. Filmes me fazem sonhar, me emocionam, me fazem viver junto com eles as cenas de ação, de aventura, de reflexão, de romance... E cada vez mais fico na imensa vontade de trasformar minha vida em um filme, oras e porque não? Porque não posso sonhar um pouco, viver na mais completa realidade dos sonhos cenas que me marcaram? E torcer, mesmo sabendo que é improvável, para que tais cenas aconteçam comigo. Quero a magia de um conto de fadas, me trasformar na "nova ciderelera" e dançar a luz de velas com meu princípe encatando. Quero que algúem escreva "letra e música" para mim, quase como uma declaração de amor. Quero voltar "as origens" e descobrir o passado obscuro das pessoas que convivem comigo. Quero ter "sorte no amor". Quero uma aventura medieval, junto com o "senhor dos anéis". Quero desvendar o "enigma do príncipe" e me encantar no mundo de "Harry Potter". Quero lutar contra "anjos e demonios" para no final descobrir o valor da fé, o significado do sacríficio. Ah, poderia ficar aqui até amanhã descrevendo filmes e mais filmes, sonhando com personagens, cenas, beijos, lutas...são tantas as imagens que me ocorrem agora, gostaria de ter palavras para descrever todas elas mais sei que nada se compara com a emoção de assisti-las pessoalmente. Existe tanta coisa que eu gostaria de rever, existe tantos filmes que ainda quero assistir, e existe ainda tanta coisa para acontecer em minha vida. "Ahh..mais isso são só filmes...não existe na vida real" alguém poderia dizer. Sim, respondo eu, existem na vida real...alguém teve a idéia da criação, alguém teve que produzi-los, e oras...a arte não imita a vida? Ou seria o contrário? Não me importa muito isso agora, me importa ficar esse domingo todo revendo em minha memória cenas que me emocionam, que me aquecem o coração. Quero poder sonhar e acreditar que um dia tudo isso possa se tornar real. Antes que a realidade de uma segunda-feira me acorde de manhã, dizendo que tenho minha vida para viver...afinal, como diria um velho sábio "Não vale a pena viver sonhando, e se esquecer de viver." Penso nessa frase todo dia antes de levantar da cama. Mas ela não surte muito efeito, para esclarecimentos gerais eu sou uma eterna sonhadora.

2 comentários:

  1. Lancei um desafio para você no meu blog. Aguardo sua visita no meu cantinho. Bjos.

    ResponderExcluir