quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Sem sentido


-As coisas andam diferentes por aqui. E não é de hoje. Não é de ontem. E tampouco é recente essa mudança. Só que é quando parei para pensar nela, que realmente percebi o quanto tudo mudou em tão pouco tempo. Rápido e dinamico. Mudando novamente a cada hora e dia. No começo desse ano eu era somente alguém que espera por resultados. Sem saber o que faria. Sem saber para onde iria. E o destino, ou não, quis que eu fizesse a mais completa volta para conhecer realmente vários lugares. Marília. Maringá. Marília. Araraquara. Marília. Araraquara. Marília. E futuramente provavelmente São Paulo. São José do Rio Preto. Ribeirão Preto. Marília. Eu sempre quis viajar muito mesmo. Acho que sonhos se realizam. Melhor, eu tenho certeza que sonhos se realizam. Estar cursando a faculdade que sonhava, ainda, as vezes, é algo surreal para mim. Só que estou aqui. E me dou conta disso somente as vezes quando a rotina é pesada de mais e penso que eu realmente escolhi isso. E se escolhi, dou conta. Claro. Mas de um estado de espera latente e tedioso eu passei a ter a vida agitada que eu queria. Passei a ter a turma de amigos que eu queria. Passei a os momentos divertidos e descontraídos que eu queria. Passei a ter a tranquilidade com relação aos próximos dias que queria. Passei a ter o amor que queria e a amar alguém como queria. Não tenho tudo o que quero. Só que sei, que isso é somente questão de tempo. Os dias passam tranquilos e chuvosos e eu só sei que estou muito diferente do que estava no começo desse ano. Não é hora para balanços nem retrospectivas, o ano ainda não acabou. No entando, quando acordo toda manhã e vejo outro céu, e não o mesmo de durante 21 anos, penso que deveria escrever essas mudanças. Porque sinto que devo. Porque ultimamente muita gente tem gostado do que escrevo e nunca pensei também que isso um dia iria acontecer. Ok. Chega dessas explicações sem motivo. Deixem somente antes eu dar um motivo. Fiquei com muita vontade de escrever um texto muito bonito aqui, porém voltei a ter aquela crise literária que sempre tenho quando estou feliz de mais para escrever quando coisa. E mesmo que tenha ficado complemante ruim, estou feliz. Era o que queria dizer. Feliz de mais. Feliz por estar aqui. Feliz por ter conseguido alcançar as minhas metas a curto prazo.
------------------------------------------------------------------------
Gostaria que vocês dessem uma olhada no blog de uma amiga minha:
Ela não sabe, e provavelmente sabera depois de ler isso, mais saber que ela está escrevendo também me deixou extremamente feliz. Vamos ao meu clichê: Qualquer um pode escrever.
Agradeço a todos meus amigos de hoje, meus amigos da faculdade, todos e todos. E um beijo especial para ele.

3 comentários:

  1. Nossa, não tenho palavras pra você.
    Buscando sonhos, conquistando objetivos.
    Eu sempre falo isso.
    Adorei Carolina, como sempre, magnífico.
    Diz muito sobre você.
    Adorei a atenção especial.
    Amo.

    ResponderExcluir
  2. Assim, em busca dos sonhos, da felicidade.
    Beijos

    ResponderExcluir